MANHUACU.COM - Prestação de contas da Prefeitura revela gastos na saúde, educação e funcionários; dados das bolsas de estudos também são mostrados

Prestação de contas da Prefeitura revela gastos na saúde, educação e funcionários; dados das bolsas de estudos também são mostrados



 

Tamanho da fonte    




Em audiência pública, no final da tarde desta quinta-feira, 15/03, a Câmara de Vereadores de Manhuaçu recebeu prestação de contas da Prefeitura referente ao 3º quadrimestre de 2017.
 
O Secretário de Fazenda, Claudinei Domingues, apresentou aos vereadores e ao público presente o relatório que descreve os balanços orçamentários estabelecidos ao longo do período. A prestação de contas obedece as normas da Lei Complementar 101/2000, que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal. 
 
A audiência permite a todos os cidadãos o acesso aos dados sobre as contas públicas. A Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara Municipal, que tem como Presidente o vereador Juninho Linhares; o Relator, Administrador Rodrigo dos Santos e o Membro, Adalto de Abreu, acompanhou toda a apresentação e fez diversos questionamentos relacionados aos números e demonstrativos encaminhados ao Legislativo. 
 
“A prestação de contas se resume nas metas fiscais de 2017, as quais a saúde tem 15% da receita liquida; a educação 25% e o gasto com pessoal 54%. Nosso município gastou 28,5% com educação, 28,10% com saúde do limite de 15% e 50,20% na folha de pagamento dos servidores. Então os números estão dentro do limite aceitável. A prefeitura investe mais na saúde e educação, além do limite que a lei que obriga”, explicou o Secretário de Fazenda, Claudinei Domingues.
 
Bolsa de Estudos
 
Outro dado importante que foi mostrado na apresentação refere-se aos números das bolsas de estudos que foram alvos de duas reuniões na Câmara envolvendo os Poderes Executivo, Legislativo e as faculdades. “O que acontecia era o não lançamento do ISS e se resumia que a faculdade e as instituições de ensino compensavam a bolsa e a administração anterior não fez este lançamento contábil, ou seja, foi todo feito no último ano de 2017. Nas reuniões passadas eu até comentei que iria aumentar o número de bolsas e isto foi comprovado hoje, sendo que o município dava 153 bolsas de estudos e com a projeção de arrecadação do ISS das instituições de ensino, o município vai poder dar 177 bolsas de estudo”, destacou Claudinei.
 
A audiência foi conduzida pelo Relator Administrador Rodrigo e teve a presença do Presidente da Câmara, Jorge do Ibéria, e dos demais vereadores. 
 
Compareceu à audiência a equipe de Controle Interno da Prefeitura de Manhuaçu.
 
Assessoria de Comunicação Câmara













}