Prevenção e conscientização são melhores formas de combate ao câncer



 

Tamanho da fonte    




No último domingo, 04 de fevereiro foi celebrado o Dia Mundial do Câncer. Uma data criada pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), em 2005, para conscientizar a população mundial sobre a doença e incentivar as pessoas a falarem mais sobre o assunto no dia a dia. 
 
Neste ano, o INCA escolheu como tema o ESTIGMA SOCIAL DO CÂNCER. A campanha tem o objetivo de desmistificar marcas negativas associadas à doença, como emoções tristes ou até a morte, por meio do compartilhamento de experiências de pessoas, que tiveram a doença e o foco no acolhimento e apoio da família.
 
Para o biênio 2018-2019, a Divisão de Vigilância e Análise de Situação, da Coordenação de Prevenção e Vigilância do INCA, responsável pela compilação das informações, analisou os 19 tipos de câncer mais incidentes na população brasileira, sendo 18 nas mulheres e 15 entre os homens.
 
Na população masculina, os tipos mais incidentes nesse período são: pele não melanoma, próstata, pulmão, intestino grosso, estômago e cavidade oral. Os cânceres que atingem mais as mulheres, por sua vez, são: pele não-melanoma, mama, intestino, colo do útero, pulmão e glândula tireoide.
 
A conscientização da população ainda continua sendo a forma mais eficaz de combate ao câncer. Não fumar, praticar atividades físicas, manter uma alimentação saudável e cuidar da saúde são fatores relevantes para a prevenção da doença.
 
Ações realizadas pela Secretaria de Saúde de Manhuaçu
 
Em Manhuaçu, as Equipes de Atenção Primária à Saúde desenvolvem um trabalho de educação em saúde, com o objetivo de orientar a população sobre a adoção de hábitos saudáveis que previnem o câncer, além disso, são realizados exames de apoio diagnóstico objetivando uma intervenção precoce nos casos positivos e respectivamente um índice de cura mais alto.
 
O Centro Estadual de Atenção Especializada (CEAE) oferece o exame de mamografia, que é uma radiografia da mama, que detecta lesões iniciais. O serviço especializado atende, em média 34 mulheres por dia.  Este exame é indicado para mulheres assintomáticas para rastreamento da neoplasia e para mulheres sintomáticas, para achados clínicos suspeitos de câncer mamário.
 
Com uma equipe altamente capacitada, o Centro Estadual de Atenção Especializada, ao detectar qualquer alteração realiza todo procedimento e, acompanhamento até o diagnóstico médico. Isso tem ajudado a reduzir a mortalidade por câncer de mama, pois este exame permite a antecipação, em cerca de dois anos, do diagnóstico. Dessa maneira, a mamografia permite que a doença seja detectada precocemente. O Centro Estadual de Atenção Especializada de Manhuaçu é considerado referência regional e garante atendimento a 23 municípios.
 
Assessoria de Comunicação SMS













}