Quebra-molas reduzirão velocidade em perigosa reta na rodovia em Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




Uma das reivindicações existentes há anos com o propósito de salvar vidas na rodovia será atendida em breve em Manhuaçu: a instalação de quebra-molas na reta da BR-262, entre a Vila Boa Esperança e o B. Ponte da Aldeia. A Prefeita tem tido especial empenho com estas solicitações, juntamente com a diretoria da União Bancária Atlética e a Associação Comunitária do Córrego das Nascentes. 
 
Esta intervenção visando reduzir a velocidade de carros, motos e caminhões na rodovia garantirá segurança para quem transita no local com frequência, como os moradores das comunidades rurais e da Vila Boa Esperança, ciclistas, pedestres e as centenas de famílias que frequentam o clube UBA – que tem acesso naquele trecho da pista.
 
Na manhã desta terça-feira, 13/09, representantes da diretoria da UBA se encontraram com os Fiscais do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Rômulo Freitas e Ricardo Fontes, na rodovia, à altura do km 40, para a identificação de pontos adequados para a instalação dos quebra-molas. 
 
Presentes o Presidente da UBA, Haviland Lucindo Leite; Presidente do Conselho Deliberativo do clube, Glaucinei Gabriel Bahia; Altaci Sathler (Tesoureiro); Jésus Camilo Veras Júnior (Juninho – Diretor de Esportes) e Ari de Abreu (funcionário do clube).
 
O trecho é conhecido por alto índice de acidentes, até mesmo com vítimas fatais, decorrentes, na maioria das vezes, por alta velocidade dos veículos e imprudência. A diretoria da UBA apresentou junto ao pedido de providências, um levantamento com o índice de ocorrências graves no local, no decorrer dos últimos anos. 
 
De acordo com os fiscais, os quebra-molas precisam ser colocados em pontos que permitam a devida visibilidade e sinalização. Neste contexto, a proposta é que sejam instalados dois no local. 
 
Estas melhorias na segurança do trânsito serão realizadas em parceria com a Prefeitura de Manhuaçu, que irá disponibilizar as placas de sinalização quanto aos quebra-molas. 
 
Deverão ser colocadas dezesseis placas, sendo oito para cada sentido da pista – destes, quatro em cada lado – informando a existência dos quebra-molas, a partir de 200 metros de proximidade. Os quebra-molas deverão ter o tamanho padrão (3,6 metros de largura por 8,6 centímetros de altura). 
 
Para que este antigo sonho de uma rodovia mais segura para o trânsito em Manhuaçu se consolide, os esforços têm sido constantes. Neste mesmo mês, a Prefeita recebeu em sua residência comitiva composta por membros da diretoria da UBA e do DNIT, juntamente com o Vereador Rodrigo Júlio dos Santos, para tratar da questão e buscar soluções para as demandas existentes em todo o trecho em que a rodovia permeia a cidade e os distritos. Em iniciativas anteriores, ocorridas desde o início do mandato em 2017, outras reuniões com representantes do DNIT foram realizadas no Gabinete Municipal.
 
Secretaria de Comunicação Social













}