Rapaz é apreendido acusado de espancar criança de um ano em Reduto



 

Tamanho da fonte    




A Polícia Militar de Reduto registrou na última quarta-feira, 21/03 uma ocorrência de maus tratos contra uma criança de apenas 01 ano de idade. Cabo Ciro e Sd. Diego foram solicitados pelo Conselho Tutelar a comparecer na creche municipal, onde segundo os funcionários a criança havia sido deixada pela mãe com diversos hematomas e escoriações no tórax. “Chegamos ao local e juntamente com a Conselheira levamos a criança ao posto de saúde de Reduto onde ela  foi atendida por uma pediatra e encaminhada para UPA de Manhuaçu. Durante o atendimento o médico constatou diversos hematomas no corpo da criança compatíveis com marcas de agressões e notou-se também que a criança não movimentava um dos braços completamente”, explicou Soldado Diego.
 
A criança foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento de Manhuaçu pelo Médico Ortopedista Dr. Davi Vinicius da Silva Junior. Este avaliou a criança relatando o seguinte: “paciente com hematomas no tórax e abdome após relatos de maus tratos. Apresenta ainda sérias fraturas no cotovelo direito consolidada de dezembro de 2017”, registrou Dr. Davi.
 
De imediato a equipe policial e uma Conselheira Tutelar se deslocaram até a residência da mãe da criança. Em conversa com ela, a mesma disse que seu companheiro, um adolescente de 17 anos, havia dado uns tapas na criança por causa de desobediência e que ela interviu não deixando ele agredir mais o menino.
 
Como também haviam outras denúncias de maus tratos contra a mulher tendo como vítima o filho, a mulher foi convidada a acompanhar os policiais até posto policial.
 
Arma de Fogo
 
Durante os trabalhos de apuração e registro da ocorrência, os militares buscavam informações sobre a localização do adolescente autor das agressões, chegou aos militares, notícias de que o jovem possuía uma arma de fogo escondida em casa. “Deslocamos até a casa da mãe do rapaz e esta autorizou apenas que pudéssemos fazer buscas nos arredores da casa. Com a ajuda de uma equipe do Tático Móvel localizamos uma arma de fogo calibre 32 dentro de uma sacola enterrada no quintal da casa”, relata Sd. Diego.
 
O menor foi apreendido por crime de maus tratos e posse de arma de fogo e juntamente com a mãe da criança foram encaminhados para a delegacia de Manhuaçu para serem ouvidos.
 
Tribuna do Leste













}