Rapaz é preso com camisa da Polícia Civil e mandados de busca falsos



 

Tamanho da fonte    




A Polícia Militar realizou operação no bairro Coqueiro, na manhã deste sábado, 23/12, e cumpriu Mandado de Prisão Preventiva. Alexandre Vieira Pereira, 31 anos, foi preso por determinação da Justiça da Comarca de Carangola.
 
Fruto do trabalho conjunto das Polícias Militares das cidades de Carangola, Muriaé e Manhuaçu, bem como da Polícia Civil de Miradouro e Muriaé, o rapaz foi reconhecido pelo cometimento de roubos nas cidades de São João do Manhuaçu, Fervedouro, Santo Antônio do Grama e Muriaé.
 
Nos fatos registrados em Fervedouro, Santo Antônio do Grama e Muriaé o acusado se apresentou como Oficial de Justiça e portava documentos de apreensão do veículo quando da abordagem às vítimas.
 
No momento da chegada das equipes policiais ao apartamento no Coqueiro, para cumprimento dos Mandados de Busca e Apreensão e Prisão Preventiva, o rapaz jogou, pela janela do quarto, alguns objetos, em tentativa de se livrar de materiais ilícitos.
 
Foi observado pelos militares, pelo menos, duas armas de fogo, uma pequena bolsa e uma sacola, que caíram nas águas do rio Manhuaçu.
 
Na sacola, que foi resgatada nas águas do rio Manhuaçu por um policial militar, estava uma camisa com inscrição da Polícia Civil de Minas Gerais – PCMG e documento simulando mandado de busca e apreensão domiciliar e veicular com inscrição da PCMG.
 
Foi acionado o Corpo de Bombeiros Militar e um funcionário do SAMAL para apoio. Eles localizaram a réplica de arma de fogo.
 
Durante as buscas foram apreendidos diversos materiais e anotações, com destaque para telefone celular marca LG modelo A290, uma camisa com inscrição da PCMG, documento simulando mandado de busca e apreensão domiciliar e veicular com inscrição da PCMG, além de uma réplica de arma de fogo.
 
De acordo com o Capitão Jésus Cássio, Comandante da Companhia de Policiamento de Manhuaçu, a “atuação das polícias é uma resposta a roubos ocorridos na região e, com o cumprimento da prisão preventiva evita-se a continuidade dos crimes, levando mais segurança para o cidadão de bem”.
 
Tribuna do Leste













}