Reajuste na taxa de embarque do Terminal Rodoviário de Manhuaçu gera questionamentos



 

Tamanho da fonte    




Taxas de embarque são, geralmente, uma incógnita para muito viajantes, que se queixam dos valores acrescidos às passagens e tampouco entendem por que eles variam de uma cidade para outra e por que oscilam conforme a natureza da viagem.
 
Em Manhuaçu, usuários do Terminal Rodoviário Antônio Xavier foram surpreendidos com o reajuste da taxa de embarque, que de R$ 0,19 centavos passou para R$ 1,10 (um real e dez centavos) para as linhas municipais e R$ 1,82 (um real e oitenta e dois centavos) para as linhas intermunicipais.
 
A nova cobrança da taxa de embarque gerou uma série de questionamento dos usuários e internautas. A professora Rovena Almeida usa o transporte coletivo diariamente para a cidade de Reduto e diz que o reajuste vai onerar ainda mais suas despesas. “Olha, eles deveriam antes de cobrar essa taxa oferecer um serviço melhor ao usuário e a rodoviária de Manhuaçu não tem um banheiro digno, uma lanchonete, é goteira pra todo lado… Deveriam antes de cobrar oferecer um serviço digno”, comenta a professora.
 
Um dos principais motivos da reclamação quanto ao valor cobrado é o acréscimo no custo da passagem, Manhuaçu recebe moradores de toda região e na sua maioria pessoas que residem na zona rural e estudantes. “Manhuaçu é uma cidade polo e muita gente foi pega de surpresa na hora voltar para casa e algumas delas estava apenas com o dinheiro da passagem. Eles tinham que rever essa cobrança”, completa Rovena.
 
O mesmo apelo faz o senhor Emílio Knupp, morador de Luisburgo. Ele questiona que aumentaram o valor da taxa e não deram nenhuma explicação. “Queremos pagar o que é justo, a rodoviária de Manhuaçu não oferece acomodações dignas aos usuários. Eu penso que deveriam fazer as mudanças antes e posteriormente fazer as cobranças, pois aí estaríamos vendo o que pagamos, mas fazem as coisas do jeito deles”, lamenta.
 
A atual administração tem realizado diversas mudanças e melhorias na rodoviária de Manhuaçu, mas nada que justifique um aumento tão expressivo. Procuramos o diretor da Terminal Rodoviário de Manhuaçu, Flávio Lacerda que nos informou que irá repassar o questionamento a Secretaria de Fazenda juntamente a Assessoria Jurídica e posteriormente se pronunciaria. Vale destacar que desde 2009 o valor não era reajustado.
 
Tribuna do Leste













}