SARAU encerra atividades da Jornada do Patrimônio Cultural



 

Tamanho da fonte    




Mário Quintana, Manoel Bandeira, Casimiro de Abreu, Toquinho etc. O clima do encerramento da 5ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural em Manhuaçu foi de poesia e arte! O Governo de Manhuaçu, por meio da Secretaria de Cultura, na tarde desta quarta-feira, 30/09, abriu as portas da Biblioteca Municipal para as crianças do primeiro ao quinto ano do CAIC, que além de conhecerem o espaço, apreciaram um belo Sarau.
 
Os alunos, que integram oficinas oferecidas no CAIC, foram convidados pela secretária Mariza Klein. Para a vice-diretora da escola, Maria Célia Romualdo, foi uma grata surpresa. "É uma novidade para as nossas crianças. Conhecer o espaço que a biblioteca tem para o aluno ter contato com livros, fazer pesquisas, enfim, isso tudo é muito importante. Foi muito satisfatório e prazeroso" - enalteceu.
 
Célia ainda comenta sobre a importância da relação das crianças com a poesia, que segundo ela, mexe com a sensibilidade. "Como dizem os autores, poesia é para ser sentida, e não lida. Desde que nascemos ouvimos as poesias, nos poemas que vêm do leito, com as cantigas de ninar, e a escola dá continuidade. A pessoa que gosta de poesia é mais tranquila, mais doce, mais amável, por isso penso que ela seja tão importante" - considera a vice-diretora, que enalteceu a iniciativa da Secretaria de Cultura. "Espero que esse não seja o único convite, e que se estenda a outras escolas também. Nós precisamos levar nossos alunos a conhecerem a outra parte. Só vemos por todos os lados problemas, violência. Eles precisam conhecer o lado da literatura, da sensibilidade que mexe com a emoção" - conclui. 
 
"Nós pensamos no sarau com as crianças do CAIC porque nossa Biblioteca Municipal é um patrimônio, e as crianças precisam conhecer, ter contato com nossos livros" - pondera a secretária de Cultura, Mariza Klein. "Fizemos esse sarau, também para que elas saibam do que se trata. Hoje em dia isso se perdeu, antigamente havia muitos sarais, agora com as novas tecnologias não temos mais isso. E foi interessante porque as crianças gostaram, se envolveram, muitas até participaram com declamações" - alegrou-se Klein.
 
A Jornada do Patrimônio Cultural em Manhuaçu contou com uma série de atividades, que teve início no fim de agosto e encerrou-se nesta quarta-feira, 30. "Ficamos felizes porque quem prestigiou gostou muito. E essa participação traz benefícios para nós porque pontuamos para o ICMS Cultural, para recebermos recurso para o nosso Fundo do Patrimônio Cultural" - diz Mariza Klein. Esse recurso, segundo ela, é destinado à restauração do patrimônio do município. Em Manhuaçu temos o Cafeicultor, no trevo, e a Casa de Cultura. 
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu