Saúde de Manhuaçu monta plano de Contingência para atuar em caso de epidemia de Dengue



 

Tamanho da fonte    




Na última semana, a Gerência Regional de Saúde, em Manhumirim, convocou todos os municípios sob sua administração para uma capacitação afim de que os municípios elaborem um plano de contingência em caso de epidemia da doença. Segundo a coordenadora de Vigilância Ambiental, Emilce Estanislau, a medida estabelece padrões e medidas a serem adotados caso a situação chegue a um patamar de grandes proporções.
 
“É como um seguro de vida que você tem, mas não quer usar. Então temos que deixar preparado o município e a estrutura da secretaria de Saúde, caso tenhamos que enfrentar uma situação crítica da doença. O objetivo do Plano é para que a gente evite óbito. Então ele não tem o objetivo de prevenir a dengue, mas de ser usado no caso de não conseguirmos fazer o trabalho de prevenção conjunta, nós e a sociedade, e precisarmos enfrentar uma epidemia para não perder vidas” – explica a coordenadora.
 
Segundo ela, Manhuaçu já preparou seu Plano, o mesmo foi encaminhado para o Conselho Municipal de Saúde para aprovação, o que deve acontecer ainda hoje, 18 de novembro. Após apreciação dos conselheiros municipais, sendo aprovado,o documento segue para a CIR - Comissões Intergestores Regionais e novamente será submetido à apreciação e aprovação para então ser encaminhado à secretaria de Estado da Saúde, para que em caso de epidemia, o município possa buscar recursos.
 
A estrutura do Plano de Contingência toma como princípio medidas e ações a serem colocadas em prática no momento de crise. Nele constam normas de como o município vai proceder para receber o paciente no serviço de saúde. Os lugares que estão aptos a receber esse usuário. A necessidade de a gestão pública municipal e as autoridades de saúde em montar um centro de referência com terapia de soro para hidratação, para garantir um atendimento rápido, e ainda o que fazer se houver piora do cidadão já acolhido pela rede de saúde do município, para onde encaminhar esse paciente e quais os hospitais de referência nesse caso. O transporte desse paciente é outra preocupação, devido às circunstâncias de agravamento. Para todo o processo, o Plano também prevêo tipo e o quantitativo de insumos que serão utilizados, desde soro a equipe técnica e estruturas para enfrentar a epidemia, entre outras ações, que juntas formam um protocolo de atendimento.  
 
Mobilização Social
 
Para evitar que o município seja assolado por uma epidemia, inúmeras ações de combate, são realizadas rotineiramente. O trabalho dos agentes de combate dengue e a endemias ganham reforço dos ACS - Agentes Comunitários de Saúde e dos médicos e enfermeiros da ESF – Estratégia de Saúde da Família, que foram capacitados para atuar no combate e prevenção da doença e na orientação da população sobre a importância de eliminar os possíveis criadouros do mosquito. Algumas unidades já promovem mobilização social em suas áreas de atuação, como caminhadas e palestras. 
 
Outro trabalho que vem sendo maciçamente desenvolvido pela Vigilância Ambiental no município é a divulgação da "Conta Cidadã", um projeto em parceria com a Energisa, que garante desconto na conta de energia em troca de material reciclável. Ainda na agenda, os agentes estão preparando uma peça de teatro, que vai levar ainda no mês de novembro à comunidades, bairros e distritos, de maneira lúdica, um trabalho criado e desenvolvido para conscientizar sobre os riscos e cuidados que devem ser adotados para combater a dengue, chikungunya e Zica vírus, todos causados pelo Aedes aegypti e albopictus. O projeto vai contar ainda com a parceria da secretaria de Educação para percorrer as escolas do município e também da secretaria de Cultura e Turismo.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu













}