Saúde faz planejamento de ações para combate a Dengue



 

Tamanho da fonte    




Representantes de vários setores estiveram reunidos esta semana no auditório da secretaria de Saúde para discutir a realização de ações educativas e de limpeza além da reativação do Comitê de Combate à dengue, visando à eliminação de possíveis focos do mosquito transmissor da doença, Aedes Aegypt.
 
Segundo a coordenadora da Vigilância Ambiental, Emilce Estanislau, esse foi um primeiro momento para organizar as atividades de enfrentamento da dengue, começando pela nossa própria casa envolvendo a secretaria de Saúde. Objetivo foi envolver todas as equipes e ouvir sugestões para estabelecimento de planejamento de ações. “Foram convocados pelo secretário de Saúde, os vários setores que são atores em relação ao enfrentamento da dengue juntamente a outras áreas da saúde, como é o caso do HCL – Hospital Cesar Leite, e a Gerência Regional de Saúde, em Manhumirim, que também se fez presente” - disse.
 
Envolvimento de todos
 
O planejamento de ações será elaborado a partir das discussões e entregue ao secretário de Saúde, José Rafael de Oliveira, que vai encaminhar ao prefeito Nailton Heringer. A intenção é que outros setores da administração pública e da comunidade também participem de uma grande mobilização. “A ação é para que a gente não tenha agora no final do ano e no início do ano que vem, que enfrentar talvez uma epidemia. Então a gente já está trabalhando, antes do problema acontecer” – pontuou Emilce Estanislau. 
 
Além dos profissionais da saúde, a campanha de mobilização deve envolver a comunidade e parcerias com a iniciativa privada para realização de ações que serão organizadas para os próximos meses. Estão previstas também estratégias com a divulgação maciça nas mídias e junto às escolas para trabalhar a mobilização e conscientização no município como um todo. “As ações de campo para o combate à dengue e o bloqueio dos casos suspeitos ou confirmados, com a aplicação do inseticida nos locais onde tenha circulado, que algumas pessoas têm visto pelas ruas para que a doença não se alastre na comunidade” – concluiu Emilce Estanislau.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu