Secretaria de Saúde orienta sobre cuidados com diarreias no período chuvoso



 

Tamanho da fonte    




Com a chegada das chuvas, fenômeno comum nesta época do ano, a população fica exposta a várias doenças recorrentes do período.

Alagamentos, enchentes e águas contaminadas são algumas das causas de transmissão de uma doença comum e perigosa, a diarreia aguda. A doença é considerada um problema de saúde pública e uma das principais causas de morbidade e mortalidade infantil e de idosos no mundo.

A diarreia, que pode ser transmitida via oral ou feco-oral, é caracterizada pelo aumento de evacuação com fezes aquosas ou de pouca consistência e perda excessiva de líquidos. A doença pode ser causada por bactérias, vírus e parasitas que se encontram presentes em alimentos, objetos e em águas contaminadas e o problema pode vir acompanhado de náuseas, vômito, febre e dor abdominal.

Segundo a referência técnica de doenças diarreicas da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), Eduardo Dolabella Cesar, alguns cuidados podem fazer a diferença na prevenção da doença. “Medidas como a melhoria da qualidade da água, destino adequado de lixo e dejetos, controle de vetores, higiene pessoal e alimentar são importantes na prevenção da diarreia aguda”, orientou.

Ainda segundo Dolabella, a conscientização também é fundamental na prevenção da doença. “Orientar à população, particularmente em áreas de elevada incidência de diarreia, sobre as medidas de higiene e de manipulação de água e alimentos em locais de uso coletivo, tais como escolas, creches, hospitais, penitenciárias é uma das medidas essenciais no combate à doença”, finalizou.

O tratamento da doença diarreica aguda consiste em hidratação por meio do sal de reidratação oral; combate à desnutrição com a ingestão de líquido, soro caseiro, sopas e sucos e fazer o uso adequado de medicamentos após avaliação médica.

Agência Minas