Vacinação contra gripe supera meta global em Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




A 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe influenza (H1N1), aberta no dia 30 de abril e encerrada na última sexta-feira, 20, atingiu o índice de cobertura de 82,97% no município de Manhuaçu, superando a meta de 80 por cento estipulada pelo Ministério da Saúde.
 
Realizada pela Prefeitura de Manhuaçu, por meio da Secretaria de Saúde e a Diretoria de Vigilância em Saúde e Coordenação da Atenção Básica, a campanha teve a parceria do Ministério da Saúde e a Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações. Para a população total esperada, de 16.720 pessoas, foram distribuídas 13.873 mil doses da vacina.
 
Segundo a coordenadora da Vigilância em Saúde, Maria Cristina Caldeira Duarte, a campanha enfrentou dificuldades desde o início pelo fornecimento da vacina de forma fracionada. “Quem buscava a unidade e não havia vacina disponível era obrigado a retornar posteriormente. Mas ainda assim o balanço é positivo considerando que o município, de uma maneira global, já atingiu os 80 por cento de cobertura” – pontuou.
 
Grávidas e Puérperas
 
Apesar do resultado global final acima da meta ser considerado bom, segundo Maria Cristina Caldeira, o que preocupa é a cobertura alcançada nos grupos específicos. As crianças, os trabalhadores de saúde e idosos foram cobertos acima de 80 por cento. “Mas nós ainda temos dois grupos que são os das gestantes e das puérperas que ainda demandam esse monitoramento e preocupação em estar garantindo a vacinação” – lembrou. No caso das puérperas a cobertura atingiu 57% do público esperado e das gestantes chegou a 64%.
 
Não houve prorrogação do período da campanha de vacinação contra a influenza em Minas Gerais. Mas em Manhuaçu as doses continuam disponíveis para os grupos alvo definidos que não alcançaram a meta. As mulheres grávidas e as puérperas até 45 dias após o parto que ainda não foram vacinadas devem procurar as unidades básicas de saúde porque as doses serão garantidas. 
 
A coordenadora da Vigilância em Saúde, Maria Cristina Caldeira aproveitou para agradecer a imprensa de uma forma geral, rádios e jornais, que ajudaram na divulgação da campanha. “Agradecemos também a compreensão da população. A gente sabe que para muitas pessoas foi um transtorno retornar a uma unidade para receber a vacina, mas que reconheceram a importância da realização da campanha” – concluiu.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu













}