Vândalos furtam cabos de energia das luminárias da BR 262



 

Tamanho da fonte    




Mais uma vez em Manhuaçu, os moradores do final da Rua Monsenhor Gonzales, Rua da Paz e transeuntes, que todos os dias usam a BR 262 para deslocarem ao trabalho assistem uma cena de verdadeiro abuso praticado por vândalos insensatos e experientes para praticar furto de fio de energia das luminárias.
 
O trecho compreendido entre o final da Rua Monsenhor Gonzales até o início da cortina atirantada é usado por muitas pessoas e com a escuridão é local para a permanência de pessoas estranhas, usuários de drogas que ficam em meio a escuridão.
 
Tudo indica que a ação tenha ocorrido no final de semana, ou mesmo às vésperas do feriado da virada de ano, quando, então, vândalos aproveitaram e sorrateiramente procuraram até encontrar o cano de proteção do fio. Utilizando objeto cortante e alicate profissional, colocaram em ação o plano para praticarem o furto. 
 
Os autores levaram aproximadamente 150 metros de fio de cobre, que tem preço valioso no "mercado negro", pois existem receptadores que compram a mercadoria por um preço bem abaixo de mercado. Sem temer que fossem identificados, eles atravessaram a BR 262 e, no início da Rua da Paz-Bairro Nossa Senhora Aparecida, os autores pararam e removeram a proteção do fio furtado e dispensaram perto de um poste, em meio ao lixo colocado por moradores.
 
Um morador, que pediu anonimato, contou à reportagem que o local está oferecendo risco e, o medo tornou-se companheiro para quem passa à noite.  "Queremos que as pessoas tenham consciência e parem de depredar o patrimônio público. Enquanto eles se divertem com a ação criminosa, a gente fica na insegurança total", disse.
Tudo indica que a ação foi planejada e executada por pessoas experientes. Em seguida, os fios foram descascados nesse local, onde deixaram os vestígios do material furtado (foto: Eduardo Satil)
Os moradores estão revoltados com a situação e, agora esperam que a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Obras possa estudar outro meio, que não seja o de colocar o fio de energia no chão, a fim de evitar que novamente ocorra novos furtos dos cabos de sustentação de energia das luminárias.
 
A reportagem seguiu uma pista e localizou os restos do material dispensado na Rua da Paz. O local onde foi deixado demonstra que os vândalos conhecem bem e tiveram toda a tranquilidade para limpar os fios de cobre, que certamente foram vendidos para receptadores.
 
Eduardo Satil













}