Vencedores do concurso de cartazes são premiados



 

Tamanho da fonte    




A alegria tomou conta dos alunos e professores da Escola Municipal Ponte da Aldeia, ao receberem  a premiação pela participação do concurso promovido pelo ESF do bairro.O concurso teve início no dia 30 de agosto, e encerrou na última sexta-feira, 15/09, com a entrega de medalhas e premiação aos cinco primeiros colocados.
 
Participaram do concurso,alunos do 1o  ao 5o ano, com o apoio dos professores, direção da escola e a  participação dos pais,que foram ao ESF para observar as frases elaboradas. Todos os moradores foram convidados e participaram da votação das frases mais criativas, que continham mensagens sobre o racismo,discriminação e a violência.
 
Os cartazes ganharam notoriedade, devido  às frases que demonstraram a consciência dos alunos, ao fazerem uma reflexão sobre os assuntos, principalmente ao apontarem que se faz necessário uma mobilização e o olhar atento da sociedade.
 
Para a diretora da Escola Municipal Ponte da Aldeia, Adailma Dornelas, a presença dos pais observando o trabalho dos filhos e estando mais presentes na escola,possibilitou que o trabalho em  parceria com o ESF tivesse o bom resultado.Segundo ela, a partir do momento em que passou a trabalhar em parceria com  a equipe do ESF do Bairro Ponte da Aldeia, a escola tem  obtido resultados surpreendentes.
 
A enfermeira chefe do ESF, Carla Mendes Queiroz Silva, não escondeu a alegria juntamente com a equipe, diante do resultado alcançado e a felicidade estampada no rosto dos alunos. "Nós estamos felizes com a  parceria, e percebemos que a comunidade também participou.O concurso de cartazes foi um indicativo, que precisamos mobilizar sempre a comunidade",disse Carla Mendes.
 
A coordenadora do concurso e assistente social, Elaine Amorim lembra que desde o início percebeu a empolgação dos alunos e da comunidade escolar.Também foi interessante a participação dos usuários do serviço do ESF Ponte da Aldeia,que fizeram questão de escolher e votar nos cartazes mais criativos. Para Elaine  Amorim, o projeto é continuar com essa interatividade, para que as pessoas possam conscientizar sobre a  violência, discriminação,racismo e a busca pela valorização pessoal.
 
Assessoria de Comunicação SMS













}