Vereador de Manhuaçu cobra regularização de certidões e obras da Prefeitura



 

Tamanho da fonte    




Após a constatação de que o município de Manhuaçu continua com certidões em situação irregular, a partir de verificação por parte da Câmara no site do CAGEC (Cadastro Geral de Convenentes), às 16 horas desta quinta-feira, 05 – instantes antes da Sessão Legislativa – o Vereador Paulo César Altino cobrou mais uma vez, de forma enérgica, que a Prefeitura adote uma postura mais séria e dinâmica em relação à regularidade destes documentos e que realize obras na cidade e nos distritos, com a devida atenção à população de menor renda. Em sessão anterior, o Presidente Maurício de Oliveira Júnior havia alertado quanto aos prejuízos decorrentes desta irregularidade, citando inclusive que, em razão disto, Manhuaçu deixou de obter recentemente quatro ambulâncias, a partir de emenda parlamentar de aproximadamente R$ 250 mil, que já estava assegurada para a cidade.

Paulo Altino mencionou a dificuldade enfrentada pela população. “Na Secretaria de Saúde, por exemplo, tem vários funcionários competentes, mas faltam medicamentos, por que o Prefeito não olha esta situação, que diz respeito diretamente ao povo sofrido? E as obras? Pelo amor de Deus, olha os nossos bairros, onde vivem as pessoas mais simples, aquelas que garantem a sustentabilidade à nossa cidade, tem que haver respeito por elas. Que obra que tem lá? Vai lá e me aponte alguma! Só ouvimos a mesma fala: . O governo passado pelo menos pintava meio-fio e pé-de-poste. Esse, nem isto faz. OpPrefeito é um campeão para viagens. Pra sair, para ir em congressos, isso ele faz muito bem, mas não traz coisa alguma. Vou tornar a cobrar: para conseguir algo, é preciso fazer um projeto, colocá-lo embaixo do braço, ir até o Governo Federal ou Estadual e trazer. Porque, se for só para passear, sem projeto, não traz nada não. Ai, nossa Manhuaçu fica o caos. Nos bairros e nas praças, é buraco puro! Todos estão vendo como está. Daí, vem alguém dizer que o governo está avançando. Avançando em quê? Esse moço deveria fazer um grande favor. Ele deveria renunciar. Sair daí, porque pelo menos assim, não vamos perder mais recursos para Manhuaçu, que possui um povo ordeiro e honesto que acreditou nesse moço. E ele não foi digno dos votos que ele teve. Hoje, se uma pessoa precisa de um exame simples, como uma ressonância, mas ele não pode pagar por este serviço, por não ter entre R$ 350,00 e R$ 700,00 no bolso, ele não consegue. Esta mesma pessoa tem direito a saneamento básico, a uma rua limpa e bem calçada, e não se vê isso, ou então, eu não moro em Manhuaçu. Digo mais, lembro-me direitinho o que o prefeito disse na campanha que , só que ele se esqueceu de ir junto”, pontuou.

O Vereador questionou ainda sobre o andamento de obras importantes no município, como as residências do Programa Minha Casa, Minha Vida, o Instituto Federal e o presídio. “Ouvimos aqui na Casa que estas obras estão em fase de conclusão. Ora, então daqui a um mês a penitenciária estará pronta? O Instituto Federal todos sabem que foi uma luta. O Prefeito comprou aquele terreno que é um elefante branco. Tudo está parado, com investimento de dinheiro do município. Se não fosse a iniciativa do Reitor em segurar o outro terreno em Realeza, que possui metragem inferior ao que é determinado pelo Governo Federal, teríamos perdido a obra. O Programa Minha Casa Minha Vida é luta desta Casa Legislativa, fruto de diversas reuniões nossas com a gerência da Caixa Econômica Federal – que, a propósito, tem nos atendido muito bem-. O Presidente Maurício Júnior toma iniciativa e nos dá esta abertura para que possamos nos reunir para cobrar dos órgãos competentes, porque, esse prefeito, só vem aqui para falar que faz, mas, faz o quê? O Maurício conseguiu uma emenda viabilizando recursos para aquisição de quatro ambulâncias para Manhuaçu. Ai, o município perde este importante auxílio para a Saúde porque não está com a certidão do FGTS em dia. Mas, não era para ser assim, era para estar em dia, desde o início do atual governo. Se o Prefeito passeasse menos a referida certidão estaria regularizada. Então receberíamos as ambulâncias e outros recursos. Hoje, dá para perceber que este moço não está nem ai para a nossa cidade. O povo mais simples acreditou na mudança e ele não foi digno dos votos que recebeu. Ele deveria renunciar, porque está uma vergonha para Manhuaçu falar que tem prefeito. Gostaria de estar aqui hoje elogiando, mas como faria isso? Se eu fizer isso, o povo bate em mim. Esse moço só não é mais ruim, por falta de espaço, se houvesse, ele ficaria pior ainda”, desabafou.

Assessoria de Comunicação














}