Vereadores aprovam projetos e reclamam da falta de obras no município



 

Tamanho da fonte    




Na tarde de quarta-feira, 06, a Câmara Municipal de Manhuaçu, sob a presidência de Maurício de Oliveira Júnior, reuniu-se em duas sessões distintas, em caráter extraordinário e ordinário, para a votação de diversos Projetos de Lei, Resoluções e Requerimentos.

Também na pauta, o Projeto de Lei relacionado ao pagamento dos salários dos servidores do SAMAL (Serviço Autônomo Municipal de Limpeza Urbana). Uma iniciativa dos vereadores para dar continuidade aos esforços iniciado na semana passada (Sexta-feira, 1º), quando houve reunião na Casa Legislativa, envolvendo também a presença de servidores e sindicato para tratar do assunto. A Prefeitura alegava aos servidores do SAMAL o risco de atraso nos pagamentos deste mês.

Na reunião, os vereadores relataram que servidores do SAMAL os procuraram, informando a preocupação com o atraso na liberação dos salários e as consequências disto para o orçamento familiar de cada um. Neste contexto, o 1º Secretário da Mesa Diretora, Vereador Eli de Abreu Gomes, relatou sua perplexidade ao constatar, pessoalmente, via ligação telefônica, que o próprio SAMAL comunicava falsamente aos servidores que o iminente atraso de pagamentos ocorria por culpa dos vereadores, que estariam “prendendo o Projeto na Câmara”. “Isto é mentira. É uma tentativa de jogar a população contra a Câmara”, afirmou Eli de Abreu.

O Presidente Maurício Júnior esclareceu que o Projeto de Lei encaminhado pelo Executivo Municipal somente chegou à Câmara na Quinta-feira, 31, ao meio dia. Conforme o Regimento Interno, o prazo mínimo para a marcação de sessão legislativa extraordinária é de três dias.

Maurício Júnior também afirmou que a Casa Legislativa está com a pauta em dia e que nenhum Projeto de Lei, enviado pelo Executivo, está retido ou “travado” pelos vereadores. Ainda em seu pronunciamento, o Presidente mais uma vez reclamou do posicionamento da Prefeitura em encaminhar Projetos de Lei na “última hora”, o que dificulta o trabalho de análise das comissões legislativas e do próprio plenário.

O Projeto de Lei solicitava abertura de crédito suplementar para pagamento de salário aos servidores do SAMAL, no valor de R$ 910 mil. A justificativa gerou questionamento dos vereadores, considerando que pagamento de salário faz parte do planejamento de gastos do município, não se trata de gastos extras emergenciais – como quando ocorre uma calamidade, por exemplo. Assim, marcou-se a sessão extraordinária para esta Quarta-feira, imediatamente após os feriados. Além disto, recentemente, a Câmara aprovou Projetos de Lei enviados pela Prefeitura relacionados a créditos suplementares da ordem de aproximadamente R$ 4 milhões.

Para esta reunião era aguardada a presença do Diretor do SAMAL, Wellen Mendonça, para responder aos questionamentos dos vereadores. Em razão do não comparecimento do mesmo e do fato de que a Prefeitura procedeu ao pagamento dos servidores ainda na Sexta-feira (1º), foi dada ciência ao plenário quanto ao Projeto, devendo o mesmo ser votado na próxima reunião.

Os vereadores aprovaram ainda Requerimento convocando o Diretor do Samal ao plenário na próxima reunião para os devidos esclarecimentos.

Também foi rejeitado por unanimidade no plenário o Projeto de abertura de crédito suplementar (nº 086/2013).
 
Vereador diz que prefeito deve renunciar

O Vereador Paulo César Altino fez um desabafo em plenário, relatando a dificuldade pelas quais passam moradores de diversos pontos da cidade, em razão da falta de obras e serviços essenciais como calçamento, operação tapa-buracos e abastecimento de água. “Em cada semana, um bairro é ‘premiado’ na cidade com a falta de água. É um absurdo! Em muitas ruas há buracos e falta calçamento, como é o caso do B. Matinha, nas proximidades da caixa d’água. No B. Bela Vista, animais soltos geram carrapatos. O B. Bom Jardim está esquecido, em frente ao Supermercado Pais e Filhos o rio está assoreado. O acesso ao B. Santa Terezinha está um caos, de tão perigoso.

Veículos de transporte escolar não conseguem subir a rua principal, colocando em risco as crianças. Evitar é melhor do que remediar. São mais de 400 Indicações feitas nesta Casa pedindo melhorias e até hoje, muito pouco foi feito. Nós estamos dando conta do recado, mas, pelo visto, quem não está dando conta do recado é o senhor Prefeito. É preciso ter mais carinho com nossa cidade.

Nosso povo é honesto e acreditou nesse moço para uma Manhuaçu melhor, e, nada disso tem acontecido. Ele tem sido uma decepção para o município. São onze meses de Governo e nada acontece. Gostaria de estar aqui, elogiando o Prefeito, mas infelizmente não dá. Neste pé que está, em quatro anos, Manhuaçu vai ao caos. Hoje, se ele quiser fazer um bem enorme para a cidade, ele deve renunciar, para que outra pessoa leve o município à frente”, desabafou o Vereador.

Santo Amaro

A Vereadora Aponísia dos Reis, moradora de Santo Amaro de Minas, mencionou a indignação dos moradores da comunidade com a concessionária de energia elétrica em razão da cobrança da taxa de iluminação pública. As famílias não têm acesso a este serviço nas ruas onde moram. A escuridão das vias traz diversos transtornos e riscos.

Acesso às repartições

O Projeto de Lei (nº 084/2013) do Vereador João Gonçalves Linhares Júnior (Inspetor Linhares) teve ciência dada ao plenário, e deverá ser votado em breve. O Projeto que “dispõe sobre o acesso dos vereadores às repartições públicas municipais e outros órgãos que realizem convênio com o município” visa assegurar aos vereadores meios para uma fiscalização eficaz nos setores públicos, zelando pelo bem-estar da população.

(foto: Assessoria de Comunicação)

No plenário, Linhares mencionou a recente ocorrência em que os vereadores tiveram dificuldade de acesso ao canil municipal, durante visita ao local para averiguação de denúncias.

Homenagens

De autoria do 2º Sec. da Mesa Diretora, Vereador Francisco de Assis Dutra (Chico do Juquinha), o Projeto de Resolução (nº 036/2013) que concede Diploma de Honra ao Mérito ao AA (Alcoólicos Anônimos) do Distrito de São Pedro do Avaí.
(foto: Assessoria de Comunicação)

Vereador Jorge Augusto Pereira apresentou Proj. de Resolução (nº 039/2013) que concede o Título de Cidadã Honorária a Senhora Eila Márcia Efigênia de Oliveira.

O Presidente Maurício de Oliveira Júnior teve aprovadas duas Moções de Congratulação. Uma delas (nº 077/2013) direcionada ao Desembargador Edison Feital Leite, empossado no último dia 31, no Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais. E, a outra (nº 078/2013), dirigida ao Juiz de Direito Vinícius Dias Paes Ristori, condecorado com o “Grande Colar do Mérito Legislativo”, a mais importante honraria concedida pelo Parlamento Municipal de Belo Horizonte, em cerimônia realizada esta semana, na capital mineira.

No encerramento da reunião, os vereadores congratularam com o colega Paulo Cesar Altino a passagem de seu aniversário (05 de Novembro).

Assessoria de Comunicação














}